Universidade do Minho  

             
 
  Autenticação
 
Mapa do Site
Contactos
FAQs
Email
   
  imprimir
 

O Serviço de Comunicações constituiu suporte a todo o conjunto de projectos da Universidade que envolveram as comunicações digitais. A Unidade desenvolveu a sua actividade orientada ao incremento da qualidade e capacidade de toda a infra-estrutura de rede de comunicações e serviços de rede, tanto de serviços básicos como avançados, da Universidade do Minho.

O Serviço de Comunicações foi a unidade responsável pela continuação do desenvolvimento da estrutura e serviços de rede, e também pela execução de um conjunto de projectos estratégicos na área das comunicações de dados, de que se destacam os projectos e-UM (Campus Virtual), TORGA.net (Trans pORtugal GAlicia network) e Opera Oberta.

No âmbito do projecto TORGA.net foi estabelecida na Sala de Actos da Escola de Engenharia do Campus de Azurém, a segunda sala Access Grid da Universidade do Minho, equipada com as últimas tecnologias de comunicação audio e vídeo de elevada qualidade. Realizaram-se nas duas salas 39 sessões (nomeadamente sessões de apresentação, reuniões de trabalho, jornadas, seminários, aulas), com Santiago de Compostela, Vigo, Ourense e Pontevedra em Espanha; Bielfeld na Alemanha; Cidade do México no México e Glasgow na Escócia.

No âmbito do projecto Opera Oberta foi transmitido em directo via Internet, usando as infra-estruturas de comunicações de dados de banda larga que se construiu no âmbito do projecto TORGA.net e que liga universidades e centros de investigação da Galiza e do Norte de Portugal, três óperas representadas no teatro catalão Liceu de Barcelona (L’ELISIR D’AMORE de Gaetano Donizetti, MIDSUMMER NIGHT DREAM de Benjamin Britten, JENUFA de Leos Janácek).

No âmbito do projecto e-UM Campus Virtual, continuaram a desenvolver-se durante 2005 os dois sub-projectos na área das comunicações de dados da responsabilidade do SCOM. Um deles envolveu o reforço da cobertura global de todas as instalações da Universidade do Minho, nomeadamente no campus de Gualtar: Vivenda Sameiro (GRI e GAP), ECS, ICS, ILCH, STEC, SAS e cantinas Universitárias e nos sites do centro da cidade de Braga: Avenida Central 100, Paço, Pacinho, AAUM, UEA e Escola de Enfermagem, com comunicações wireless (vulgo Wireless Fidelity, ou WiFi). No outro sub-projecto e-UM Campus Virtual em adição ao serviço de acesso remoto VPN (Virtual Private network) associado à disponibilização de acessos remotos seguros, procedeu-se à disponibilização do novo serviço de acesso remoto WebVPN.

Ainda no âmbito do projecto e-UM Campus Virtual procedeu-se à operacionalização de um projecto pioneiro baseado em transmissão de dados sobre a infra-estrutura de energia eléctrica (Power Line Communications) nas Residências Universitárias, que possibilita aos alunos o acesso à rede de comunicações e serviços associados a partir dos seus dormitórios.

No que se refere à conectividade interna de rede, procedeu-se à contratualização com a PTPrime, do serviço Prime LANConnect que passou a disponibilizar velocidade de transmissão no circuito de dados entre Gualtar e Azurém de 768 Mbps (anteriormente 16 Mbps), e velocidade de transmissão, no circuito de dados entre Gualtar e o Largo do Paço, de 256 Mbps (anteriormente 2 Mbps). Adicionalmente procedeu-se à contratualização com a ONI de um acesso VPN IP MPLS a 1 Mbps para ligar a infra-estrutura de rede local da Escola Superior de Educação (edifício junto ao Hospital S. Marcos) e de um acesso VPN IP ADSL a 1 Mbps para interligar a Residência dos Combatentes em Azurém à Universidade do Minho.

Ao nível das infra-estruturas planeada de comunicações em 2005, o Serviço de Comunicações procedeu, à integração da Escola Superior de Enfermagem (edifício Central junto ao Hospital e Seminário Nossa Senhora da Conceição) na infra-estrutura de comunicações da Universidade do Minho; à reformulação do core da rede de Azurém (com recursos internos à custa do sistema de redundância das comunicações de dados da Escola de Engenharia), tornando-se na sua maioria uma infra-estrutura Gigabit (desactivando-se praticamente a infra-estrutura de comunicações ATM, excepto na Escola de Ciências). Adicionalmente procedeu-se à consulta para a infra-estrutura de dados e voz do novo edifico da Escola de Engenharia II e ICS no Campus de Gualtar e consulta para a reformulação da infra-estrutura de Voz da Universidade do Minho.

Relativamente aos serviços de comunicações de dados, o Serviço de Comunicações em 2005 procedeu à implementação dos novos serviços, WSUS (actualizações automáticas do sistemas de software Microsoft), Proxy Socks (permite o acesso a serviços externos à rede de comunicações da UM-Net), WebVPN (complementa o serviço de acesso remoto via VPN com uma versão web) e o serviço de Streaming IP (emissão de eventos em directo via Internet).

Relativamente aos serviços de comunicações de voz, o Serviço de Comunicações em 2005, iniciou uma reorganização da infra-estrutura GSM da Universidade do Minho de forma a obter a poupança máxima neste tipo de comunicações. Esta reorganização terá o seu ponto alto com a introdução em funcionamento de uma central telefónica GSM para gerir este tipo de comunicações.

Ao nível do serviço de segurança das comunicações, e mais concretamente no que respeita ao serviço anti-vírus o Serviço de Comunicações em 2005 disponibilizou o sistema de protecção para vírus aos utilizadores docentes, funcionários e alunos da rede wireless Campus Virtual e-UM.

Para o ano de 2006 prosseguir-se-á a politica de aumento das capacidades das ligações de rede e de melhoria da qualidade das Comunicações na Universidade do Minho.

Ao nível das infra-estruturas de comunicações, no ano de 2006 irão ser realizados investimentos tanto em novas implementações como também na actualização das infra-estruturas existentes. Ao nível da implementação de novas infra-estruturas planeadas de comunicações inserem-se a instalação da infra-estrutura de voz e dados dos novos edifícios da Escola de Engenharia II e do Instituto das Ciências Sociais no Campus de Gualtar e a consulta ao mercado para a infra-estrutura de comunicações do novo edifício da Escola das Ciências da Educação. No que se refere a actualização de infra-estrutura de comunicações está previsto a realização do upgrade do router principal que disponibiliza a ligação à Internet via RCTS2, bem como à remodelação da infra-estrutura tecnológica ATM a 155 Mbps da rede de comunicações do Campus de Azurém para a tecnologia GigabitEthernet, a actualização para Telefonia IP de toda a infra-estrutura de comunicações de Voz da Universidade do Minho, que inclui a instalação de uma Central telefónica GSM para gerir as comunicações com os três operadores móveis de comunicações.

Ao nível dos serviços básicos e avançados de rede o Serviço de Comunicações em 2006 irá continuar a disponibilizar de forma generalizada na Universidade do Minho de serviços de rede com tecnologias emergentes, nomeadamente o novo protocolo Internet IPv6, serviços multimédia e encaminhamento multicast.

Em relação ao Projecto Campus Virtual e-UM, o Serviço de Comunicações, em 2006, continuará a prestar a sua contribuição na definição e implementação dos novos serviços de Directoria e Correio Electrónico da Universidade do Minho e procederá ao aperfeiçoamento da sua infra-estrutura de comunicações Wireless e VPN.     


 
  © 2017 Universidade do Minho  - Termos Legais  - actualizado por SCOM Símbolo de Acessibilidade na Web D.