Universidade do Minho  

             
 
  Autenticação
 
Mapa do Site
Contactos
FAQs
Email
   
  imprimir
 

O Serviço de Comunicações constituiu suporte a todo o conjunto de projectos da Universidade do Minho que envolveram as comunicações digitais. A Unidade desenvolveu a sua actividade orientada ao aumento da qualidade e capacidade de toda a infra-estrutura de rede de comunicações e serviços de rede, tanto de serviços básicos como avançados, da Universidade.

O Serviço de Comunicações foi a Unidade responsável pela continuação do desenvolvimento da estrutura e serviços de rede, e também pela execução de um conjunto de projectos estratégicos na área das comunicações de dados, de que se destacam os projectos e-UM (Campus Virtual), TORGA.net (Trans pORtugal GAlicia network), Opera Oberta e VoIP@RCTS. Adicionalmente o SCOM está envolvido na componente de comunicações dos projectos Braga Digital e Avepark:

  • Projecto TORGA.net - que terminou este ano, procedeu-se à actualização do software das salas de vídeo-conferência para a versão AccessGrid 3.1. e upgrade do servidor de salas Access Grid – Venue Server.
    Realizaram-se nas duas salas 7 sessões (sessões de apresentação, reuniões de trabalho, jornadas, seminários e aulas), com Santiago de Compostela, Vigo, Ourense e Pontevedra em Espanha, Manchester em Inglaterra e Estados Unidos.
  • Projecto Opera Oberta – foram transmitidas em directo via Internet, usando as infra-estruturas de comunicações de dados de banda larga implementadas no âmbito do projecto TORGA.net e que liga Universidades e Centros de Investigação da Galiza e do Norte de Portugal, cinco óperas representadas no teatro catalão Liceu de Barcelona (DON CARLOS de Giuseppe Verdi, CAVALLERIA RUSTICANA de Pietro Mascagni, IL PAGLIACI de Ruggero Leoncavallo, KHOVANTXINA de Modest Mussorgski e AIDA de Giuseppe Verdi).
  • Projecto e-UM Campus Virtual - efectuada a alteração da infra-estrutura da rede de forma a reforçar o nível de segurança na autenticação e cifragem de dados, assim como a plena integração com a rede europeia eduroam. Foi reformulada a documentação de apoio à configuração da ligação nos diferentes sistemas operativos, e realizados testes de utilização. Realizou-se a instalação da rede e-U na AAUM em Azurém. Foram ainda realizados site-surveys nas Residências Universitárias (Residência Veiga, Residência dos Combatentes, Residência Santa Tecla e Residência Loyd Braga) para futuras instalações de cobertura wireless total. Foi disponibilizado suporte IPv6 para as redes dos Alunos, Funcionários e Visitantes da rede e-U/eduroam no Campus de Gualtar e no Campus de Azurém.
  • Projecto VoIP@RCTS - que tem como objectivo dotar as instituições de ensino superior público com ligação à RCTS das infra-estruturas necessárias ao transporte do tráfego de voz dentro desta rede e num ambiente convergente, integrado e seguro, destaca-se o acompanhamento no desenvolvimento deste projecto junto das entidades competentes, nomeadamente, no que diz respeito ao desenho da solução tendo em conta os estudos realizados relativos aos registos de comunicações de voz e o estudo da rede de dados da UMinho. Tirando partido das sinergias resultantes do projecto VoIP@RCTS, o SCOM desenvolveu e opera uma plataforma piloto, que quando concluída, servirá toda a comunidade académica, permitindo, por exemplo aos alunos contactarem os serviços da Universidade através de qualquer terminal SIP inclusive softphones dos seus computadores a custo zero.
  • Projecto Braga Digital - o SCOM procedeu em conjunto com a equipa do Braga Digital, ao desenho da infra-estrutura de comunicações em fibra óptica, que vai interligar edifícios da Câmara Municipal de Braga e os edifícios da Universidade do Minho na cidade de Braga ao Campus de Gualtar e ao edifício da Câmara Municipal de Braga. O SCOM participou ainda no desenho de toda a infra-estrutura de comunicações activa (equipamentos de comunicações) para este projecto e emitiu pareceres sobre o “Subprojecto Anel de Fibra Óptica do Projecto Braga Digital” e o “Subprojecto Rede de Hot-Spots Wi-Fi do Projecto Braga Digital”.
  • No âmbito do projecto Avepark o SCOM procedeu à emissão de parecer sobre a “Concepção e execução da empreitada da rede de fibra óptica do Avepark ligação à estação da Refer em Guimarães e o Pólo de Azurém da Universidade do Minho em Guimarães.

Relativamente aos serviços da gestão das comunicações (básicos e avançados), o Serviço de Comunicações em 2007 procedeu à implementação de novos serviços:

  • Reorganização da infra-estrutura de comunicações que possibilitou a implementação da ligação nativa em IPv6 com o exterior, ligação Internet/RCTS2 e a implementação da ligação WAN entre o Campus de Gualtar e o Campus de Azurém em IPv6.
  • Implementação do serviço de comunicações multicast com o exterior, ligação Internet/RCTS2, e a extensão deste serviço a alguns segmentos de rede de comunicações no Campus de Gualtar e Campus de Azurém.
  • No que se refere à conectividade interna de rede, em adição à infra-estrutura de comunicações WAN existente que interliga a uma velocidade de transmissão de 768 Mbps Gualtar e Azurém, a uma velocidade de transmissão de 256 Mbps Gualtar e o Largo do Paço e quatro circuitos com velocidades de transmissão de 10 Mbps cada, entre Escola de Enfermagem (Edifício junto ao Hospital S. Marcos) Edifício na Avenida Central (Instituto de Estudos da Criança), Edifício de Abade de Loureira (Unidade de Educação de Adultos) e a Residência Universitária dos Combatentes em Guimarães e o Campus de Gualtar, através do serviço da PTPrime, Prime LANConnect, procedeu-se à contratualização de mais 2 circuitos de dados com velocidades de transmissão de 10 Mbps entre o Museu Nogueira da Silva/Unidade de Arqueologia/Casa Museu de Monção (o que permitiu a integração das comunicações de voz e dados para estes edifícios, desactivando-se assim o circuito dedicado de 128 kbps dedicado ao serviço de comunicações de voz), Residência Universitária de Santa Tecla e o Campus de Gualtar. Procedeu-se ainda à desactivação do circuito de dados da Escola Superior de Enfermagem (edifício junto ao Hospital S. Marcos), devido à transferência desta Escola para o edifício dos Congregados.
  • Foi implementada uma plataforma de gestão/monitorização integrada de comunicações baseada em ferramentas Open-Source, em tempo real, do tráfego (NTOP).
  • Desenvolvimento de um portal WEB onde é agregada a informação mais relevante recolhida pelas várias plataformas de monitorização de rede e segurança em uso no SCOM (para a rede e-U/eduroam, rede UM e Serviços básicos de rede). O desenvolvido portal, abarcou os seguintes sistemas da monitorização/gestão/segurança da rede: spong (dados e VoIP), NMIS; Cisco Works 2000, WLSE, e-U - disponibilização de dados estatísticos, NTOP, sguil.
  • Implementação de uma solução de NetFlow Analysis, com base em ferramentas open-source, com o objectivo de monitorizar o tráfego na ligação Internet UM/FCCN, produzindo alertas quando detecta actividade suspeita na ligação de rede.
  • Criação de um manual, com as principais funções e capacidades da plataforma de gestão de rede CiscoWorks 2000. O manual possui as principais funções e as mais úteis para a gestão da rede a vários níveis. Foram organizadas apresentações/formações para os diferentes perfis de utilizadores do CiscoWorks 2000.

Ao nível da gestão técnica das infra-estruturas de comunicações em 2007, o Serviço de Comunicações desenvolveu diversos projectos, nas diversas localizações:

  • Na continuidade do processo de aquisição dos equipamentos para a colocação de infra-estrutura de comunicações no novo edifício da Escola de Ciências da Educação realizado no ano de 2006, foi realizada a implementação do respectivo projecto. Este projecto consistiu na interligação da infra-estrutura de comunicações do edifício à rede do campus de Gualtar através da instalação de fibra óptica, na instalação e configuração dos equipamentos activos para o edifício, instalação dos equipamentos activos e infra-estrutura para cobertura global do edifício pela rede sem fios e-UM e instalação e configuração dos sistemas de comunicações telefónicas baseado em telefonia IP para todo o edifício.
  • Com a conclusão das obras de construção do novo edifício para a Escola de Ciências da Saúde, foi realizado o projecto de infra-estruturas de comunicações para o edifício e executado o processo de aquisição dos equipamentos. A implementação da infra-estrutura de comunicações passou por interligar o novo edifício à infra-estrutura de comunicações do Campus de Gualtar por fibra óptica, realizar a instalação e configuração dos equipamentos activos, dotar o edifício da Escola de cobertura global da rede sem fios e-UM e instalar e configurar os sistemas de comunicação telefónicas baseadas em telefonia IP para todo o edifício.
  • No Campus de Azurém foi realizado o projecto de infra-estruturas de comunicações e executado o processo de aquisição dos equipamentos para os novos edifício do Centro de Valorização de Resíduos (CVR) e do Pólo de Inovação em Engenharia de Polímeros (PIEP). Procedeu-se, à instalação da infra-estrutura de comunicações de dados e voz baseado integralmente em telefonia IP destes edifícios. Foram realizadas as ligações em fibra óptica desde o SCOM até à Escola de Ciências e desta até aos novos edifícios. Esta ligação será também usada no futuro para a ligação do edifício do Centro de Computação Gráfica (CCG) que está em construção.
  • No constante processo de evolução da Universidade do Minho, ocorreram diversas redistribuições, reorganizações e reafectações de espaços que resultam em necessidades de alterações das infra-estruturas de comunicações. Neste âmbito, foi necessário realizar diversas obras de aumento e reorganização das infra-estruturas em diversos espaços e localizações, em especial, no edifício dos Congregados devido à mudança para este edifício da Escola Superior de Enfermagem e do Instituto Ibérico de Nanotecnologia no antigo edifício da Escola de Engenharia, em Gualtar para onde se mudou o Departamento de Matemática, na residência Universitária Lloyd Braga que foi dotada de cobertura total pela rede sem fios e-UM, no edifício do ICS para albergar o projecto LASICS e na Biblioteca Pública de Braga. Foi também realizado a actualização da ligação wireless 802.11b para fibra da ligação do Campus de Azurém para a Residência da Veiga, o que permitiu integrar os serviços existentes na Residência e no Pavilhão na rede geral da Universidade, aumentando a qualidade do serviço de rede até aí prestado. No Campus de Azurém foi ainda realizada a instalação da infra-estrutura de comunicações para o Bar do SAS no novo edifício da Escola de Engenharia e da interligação da infra-estrutura de rede do Campo de Golfe na rede do Campus, para os serviços e videovigilância.
  • Foram ainda realizadas diversas intervenções em todos os espaços da Universidade: Edifício da Senhora do Leite, edifício do Largo do Paço, Campus de Gualtar, edifício da Abade Loureira, Edifício da Calouste Gulbenkian na Rua do Hospital, no Museu Nogueira da Silva, na Unidade de Arqueologia e no edifício do Castelo, laboratórios de aulas (CCE, Escola de Engenharia/MIT e Geografia), tendo neste último sido adquirido equipamento activo que permitiu interligar todos os pavilhões pré-fabricados de Azurém em Gigabit à rede do Campus.
  • O SCOM procedeu à desactivação da infra-estrutura de comunicações de dados do IEP (antigo edifício da Abade de Loureira), e da ESE (Edifício junto ao Hospital de S. Marcos e Edifício Nossa Senhora da Conceição).
  • No âmbito de um estudo de remodelação do sistema de controlo de acesso aos parques automóveis da Universidade, foi desenvolvido e orçamentado um pré-projecto, que tinha como objectivo realizar o estudo da viabilidade técnica e do custo associado à colocação de pontos de rede em todas as barreiras de acesso aos parques dos Campi de Gualtar e de Azurém de forma a permitir a automatização do processo de controlo de acesso aos parques automóveis.
  • Procedeu-se à reorganização de parte dos bastidores de comunicações mais antigos do Pólo de Braga e Guimarães incluindo etiquetagem e limpeza.
    Foi realizado o cadastro de 40% das tomadas terminais de comunicações de dados para formato electrónico (autocad e jpeg) do pólo de Braga e Guimarães.
  • Em 2006 foi desenvolvida uma aplicação informática para apoio da área de gestão técnica de infra-estruturas, usando software open source para realizar a gestão de todos os pontos de rede (Pólos de Braga e Guimarães) e ligações a interfaces a switches. Em 2007 o sistema foi alimentado com as infra-estruturas dos edifícios da Escola de Engenharia II, ICS, Escola de Ciências da Educação, Congregados e grande parte do Campus de Azurém.
  • Foi dado apoio a nível de projecto, ao projecto GRID da Escola de Engenharia, que implicou a instalação de novo equipamento e configurações especificas.

No que respeita à gestão técnica de infra-estruturas de comunicações e de serviços de voz:

  • Concluiu-se os processo em aberto da actual solução de voz baseado em servidores de comunicações de Voz Hipath 4000, juntamente com o fornecedor da solução, que disponibiliza uma arquitectura distribuída sobre IP e um alto nível de redundância.
  • Ao abrigo do processo de "Substituição de 214 telefones analógicos por telefones IP Siemens OptiPoint 420 Economy Plus" iniciado em 2006, foi ao longo do ano efectuada a sua instalação. Foram instalados durante o ano de 2007, 657 extensão telefónicas IP, perfazendo neste momento um total de 1298 extensões (das 2421 extensões existentes na UMinho).
  • No seguimento da implementação do novo sistema de contabilização telefónico, em Junho de 2007 entrou oficialmente em funcionamento a plataforma de 'Contabilização Telefónica On-Line' na intranet da UMinho com os dados de Contabilização Telefónica desde Novembro de 2006.
  • Tendo em conta a introdução da tecnologia VoIP na rede de dados da UMinho, surgiu a necessidade de reforçar a politica de QoS da rede. O SCOM desenvolveu e opera uma testbed para analizar as politicas de QoS a aplicar na rede de forma a comportar estes novos serviços, VoIP@RCTS e a nova infra-estrutura de voz sobre IP (SIEMENS) concluída este ano.

Ao nível da Administração dos serviços básicos e avançados de comunicações:

  • Prestou-se o apoio necessário na transição da autenticação dos utilizadores do Campus Virtual e-UM para o novo serviço de directoria (gerido pelo GSI).
  • Foi prestado apoio necessário na migração de todos os domínios de correio electrónico sobre a responsabilidade do SCOM para o novo serviço de correio electrónico (gerido pelo SAPIA).
  • Procedeu-se à reorganização do datacenter no Campus de Gualtar.
  • Implementou-se uma solução de acesso wireless baseada em sistemas Web Based Login com ferramentas open-source para ser utilizada para o acesso à rede wireless para utilizadores externos à rede e-U e que estejam a assistir a eventos organizados na UMinho.
  • Foi efectuada a integração da autenticação do serviço de Acesso Remoto Dial-Up (Linhas analógicas e RDIS), com o novo serviço de directoria (gerido pelo GSI).

Ao nível do serviço de segurança das comunicações:

  • Foram reestruturados os serviços de Antivírus e WSUS disponibilizados pelo SCOM, deixando de ser implementados em servidores físico, tendo passado a ser disponibilizados através de servidores virtuais tendo em vista a virtualização dos serviços disponibilizados à comunidade.
  • Foi terminada a definição de uma política de segurança informática para a UMinho (regulamento de segurança) com prioridade para a vertente das infra-estruturas de comunicações de dados. Foi ainda concluída a definição da uma Política de Utilização Aceitável (PUA) para os utilizadores da rede de comunicações de dados da UMinho (wired/wireless), englobando também a área de utilização de sistemas informáticos.

O serviço administrativo do SCOM é essencialmente vocacionado para o tratamento e gestão de documentos. Foram registadas entradas e saídas de documentos (ofícios, facturas, requerimentos, outros) provenientes e dirigidas a entidades internas e externas à UMinho. Estes registos foram efectuados utilizando a aplicação “Correio” disponível na intranet.uminho.
Durante este ano salienta-se a preparação dos documentos a seguir indicados:
Ofícios 773; Actas – 2; Propostas de deslocação – 10; Requisições 253; Facturas/Recibos – 43; Receitas – 24. Em 2007 foram registados cerca de 1700 pedidos de intervenção nas diferentes áreas de intervenção técnica do SCOM.
Foram solicitados ao SCOM, 88 serviços de implementação de infra-estrutura de comunicações e aquisição de equipamento de comunicações. O SCOM recorreu a procedimentos de consulta para aquisição de equipamento informático, infra-estrutura de comunicações de voz e de dados e renovação de contratos de manutenção da infra-estrutura de comunicações e licenciamento antivírus.
Foi, ainda, dada especial atenção ao arquivo numa perspectiva de manutenção, reorganização e aumento de espaço físico. Nesse sentido foram revistas diversas pastas de arquivo e retiradas e destruídas diversas cópias de documentos, cujos originais se encontram em serviços como a Direcção Financeira e Patrimonial e Direcção de Recursos Humanos.
Na área de recursos humanos foram preparados e disponibilizados diversos requerimentos para uso interno, nomeadamente – Estatuto de Trabalhador Estudante – Prestação de Provas de Avaliação, Licença de Paternidade, Compensação de trabalho extraordinário diurno – dispensa, Compensação de trabalho extraordinário nocturno – dispensa, Compensação de trabalho extraordinário diurno – dias de férias, Compensação de trabalho extraordinário nocturno – dias de férias.

No seguimento da procura da melhoria contínua dos serviços prestados à comunidade académica, o SCOM desenvolveu uma série de formulários de todos os serviços que presta com mais frequência. Foi elaborado um conjunto de procedimentos associados a todos os formulários onde está descrito minuciosamente todo o procedimento interno a seguir pelo SCOM desde a recepção até à conclusão do serviço solicitado. Foi realizado paralelamente uma descrição de todo o procedimento tendo como ponto de partida o facto de estes formulários virem a ser implementados em formato web e publicados na intranet.uminho. Todos os utilizadores da UMinho passaram a recorrer aos formulários que estão disponibilizados no site do SCOM de forma a solicitar os diversos serviços, dando o SCOM seguimento a estes pedidos fazendo uso dos procedimentos então definidos.

Para o ano de 2008 prosseguir-se-á a politica de aumento das capacidades das ligações de rede e de melhoria da qualidade das Comunicações na Universidade do Minho.

Dentro do conjunto de melhorias e evoluções constante das infra-estruturas de comunicações da Universidade do Minho, podem-se realçar grandes melhorias, na interligação em Fibra Óptica de todos os espaços onde a Universidade possui instalações, no âmbito do Braga digital. O Nó principal de Fibras Ópticas do Projecto Braga Digital será instalado no DataCenter do SCOM no Campus de Gualtar.

Ao nível das infra-estruturas de comunicações, no ano de 2008 irão ser realizados investimentos tanto em novas implementações como também na actualização das infra-estruturas existentes. Ao nível da implementação de novas infra-estruturas planeadas de comunicações inserem-se a consulta e instalação da infra-estrutura de comunicações de dados e voz do novo edifício da Escola de Direito. Será realizada a instalação e ligação do CCG ao Campus e instalada a infra-estrutura de comunicações de dados e Voz baseada em tecnologia IP, bem como implementada cobertura wi-fi da rede e-U/eduroam.

A remodelação em colaboração com os Serviços de Acção Social da infra-estrutura de comunicações da Residência Universitária de Santa Tecla, Residência Veiga e Residência dos Combatentes, em especial no aumento da cobertura da rede sem fios, de forma a dotar todos os blocos de uma cobertura global.

Será realizado o Upgrade da infra-estrutura de comunicações ATM na Escola de Ciências no Campus de Azurém para comunicações Gigabit Ethernet.

O Serviço de Comunicações em 2008, vai disponibilizar em colaboração com o GSI todos os formulários de solicitação de serviços em formato Web a serem disponibilizados na intranet.uminho de forma a automatizar e simplificar todo o processo, ficando estes acessíveis a todos os utilizadores via intranet da Universidade do Minho.

O SCOM vai continuar a participar no Grupo de Trabalho VoIP que tem como objectivo a criação e implementação de uma rede de Telefonia IP para as Instituições RCTS, para Interligação das comunicações de Voz entre as Universidades, que se prevê que esteja concluída a 1ª Fase em 2008.
Adicionalmente irá procurar-se melhorar em colaboração com o GSI a aplicação de Contabilização Telefónica On-Line, disponibilizando novas facilidades para os utentes desta ferramenta. O SCOM em conjunto com o SAPIA irá disponibilizar nos Application Module instalados em alguns telefones IP, um mecanismo de pesquisa de contactos via o serviço de LDAP da UMinho.

Ao nível dos serviços básicos e avançados de rede o Serviço de Comunicações em 2007 irá proceder à reorganização realizando uma nova distribuição/reestruturação dos serviços básicos de comunicações. A redistribuição dos serviços pelos diferentes servidores será acompanhada da actualização das aplicações utilizadas bem como a implementação de suporte para IPv6 nos serviços/servidores. Adicionalmente continuar-se-á a disponibilizar de forma generalizada na Universidade do Minho serviços de rede com tecnologias emergentes, nomeadamente o novo protocolo Internet IPv6, serviços multimédia e encaminhamento multicast.

Ao nível dos serviços Multimédia disponibilizados pelo SCOM e tendo em vista a necessidade sentida pela comunidade académica em usar salas de aulas para dar e receber aulas por videoconferência, há a necessidade de implementar duas salas para esse propósito (uma em cada um dos Pólos de Braga e Guimarães), com tecnologia de videoconferência IP/H.323, preferencialmente integrada com a infra-estrutura já existente do sistema de videoconferência Access Grid.

O SCOM continuará a responder aos pedidos de serviço solicitados pela comunidade num esforço contínuo de melhorar a qualidade de serviço prestado através da implementação de contínuos melhoramentos no método de trabalho e na automatização dos processos.


 
  © 2017 Universidade do Minho  - Termos Legais  - actualizado por SCOM Símbolo de Acessibilidade na Web D.